* A loja do Portal Brasileiro de Turismo 'Visite o Brasil' *

Qual a importância do censo demográfico para a sociedade e o desenvolvimento?

Realizado a cada dez anos, é considerado a principal fonte de informações sobre a vida da população brasileira. Confira a seguir como ele é realizado e para que é utilizado.

A construção de políticas públicas é um processo complexo, que envolve diferentes atores sociais e etapas. Não só o Estado, mas também a sociedade civil deve participar ativamente desse processo, formulando propostas e reconhecendo quais são os problemas mais sensíveis que precisam de soluções estruturais.

Uma política pública precisa ser construída a partir de dados e estudos confiáveis, do diálogo entre a sociedade civil e os diferentes poderes (judiciário, legislativo e executivo).

O censo demográfico é uma ferramenta essencial nesse processo, já que essa pesquisa é realizada com todos os habitantes de um determinado território para obter informações sobre as condições de vida dessas pessoas e as suas características.

O grupo responsável por realizar esse levantamento é composto por servidores que ingressam no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) através do concurso IBGE. Veja mais como o censo é realizado.

Origem

O Censo é realizado no Brasil há pelo menos 150 anos, sendo que o primeiro Censo foi realizado em 1872, durante o Império. Foi durante o Império que o Censo se tornou decenal (realizado a cada dez anos). O Brasil foi o primeiro país a incluir o tema fecundidade em seu Censo e o único na América Latina a coletar dados sobre renda.

O IBGE é quem organiza, realiza e organiza os dados dessa pesquisa, realizada a cada dez anos. O Censo tem caráter obrigatório e oficial — ou seja: todos os entrevistados devem responder e as informações compartilhadas por eles não podem ser divulgadas.

No Brasil, existem cerca de 5.570 municípios em todo o território nacional e 70 milhões de domicílios. As pessoas encarregadas de realizar o censo são os recenseadores, que devem visitar os domicílios, fazer a entrevista e aplicar os questionários. Esses profissionais são contratados em caráter temporário para realizar esse trabalho. 

Coleta de informações

No Censo, são aplicados dois tipos de questionários. O primeiro deles é o básico, que possui cerca de vinte questões e é aplicado em todos os domicílios brasileiros. Já o segundo é o amostra, aplicado a apenas 10% da população, já que é bem detalhado e extenso — contendo cerca de setenta perguntas.

A partir do Censo 2010, o questionário em papel foi substituído pelo Personal Digital Assistant (PDA), um modelo eletrônico contendo GPS que permite mais precisão já que os mapas podem ser construídos previamente.

Importância

O Censo demográfico é fundamental, pois obtém dados que permitem avaliar a evolução da população ao longo do tempo. Não só em quantidade mas também em qualidade, mostrando fluxos migratórios e como a população diminui ou cresce nos municípios, estados e na federação.

Assim, o Censo é a principal fonte de informações sobre a vida da população brasileira sob vários aspectos, desde moradia a saúde, educação, e trabalho. Além de obter informações, o histórico do censo permite comparar dados de períodos diferentes e entender a evolução de indicadores sociais.

O Censo permite subsidiar políticas públicas, orientar os orçamentos e o planejamento da gestão. A partir das informações obtidas nas entrevistas, é possível direcionar os recursos públicos para as áreas mais prioritárias ou urgentes.

Essas informações também podem ser utilizadas pelo setor privado, que pode verificar como está o mercado consumidor e o seu poder de compra, por exemplo, o que permite um direcionamento mais adequado dos investimentos. Por fim, o Censo também é fonte de informações para pesquisadores e docentes universitários de  diferentes áreas.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados