* The Brazilian Tourism Portal 'Visit Brazil' store *

Cravos x espinhas: entenda qual é a diferença e como tratar

Quer cuidar melhor da sua pele? Saiba mais sobre cravos e espinhas e como tratá-los

Um dos problemas estéticos que mais incomodam homens e mulheres de todas as idades são os cravos e espinhas. Apesar de aparecerem comumente na adolescência, eles também podem perdurar durante a vida adulta, sendo importante a sua prevenção e tratamento.

Assim, muitas pessoas apostam em produtos antiacne e mudanças de hábitos para resolver o problema. Esses cuidados podem realmente diminuir o aparecimento de cravos e espinhas ou não surtir efeito, pois existem diferentes causas para esse problema, como doenças hormonais.

Além disso, também é preciso entender as diferenças entre cravos e espinhas, vide que são problemas distintos e que apresentam causas e tratamentos específicos. Saiba mais sobre como se prevenir e tratar cravos e espinhas.

Qual a diferença entre cravos e espinhas?

Os cravos aparecem quando ocorre uma obstrução das glândulas da pele, por meio da oxidação do ácido graxo. Dessa forma, o acúmulo de sebo e sujeira na região formam aqueles famosos pontinhos pretos que causam incômodo e afetam a autoestima.

Também existem os cravos brancos, ou cravos fechados, criados por dentro da pele, encobertos pela queratina produzida naturalmente. Por conta disso, ele acaba não oxidando e mantém a sua cor branca, pois não entram em contato com o oxigênio.

Já a espinha é considerada uma etapa posterior ao cravo, uma vez que essa obstrução pode gerar um processo inflamatório na região. Um dos seus estágios mais graves é conhecido como acne necrótica.

Em questão de aparência, a espinha também pode apresentar duas formas: com a pontinha branca ou amarelada e também as internas, que são percebidas apenas por meio de uma vermelhidão e desconforto na região.

Como surge cada um deles?

O cravo surge quando ocorre o entupimento dos poros da pele pelo sebo produzido na própria região. No entanto, existem outras substâncias que também podem levar a obstrução dos poros, como maquiagem e outros produtos que não foram retirados completamente da pele.

Eles comumente aparecem em regiões bastante oleosas do corpo, como na zona “T”, que compreende o nariz, a testa e o queixo. Fora do rosto, não é improvável encontrarmos cravos nos ombros, costas ou no colo.

Já as espinhas são causadas por inflamações ou infecções das glândulas sebáceas e na base dos pelos. Muitas vezes, elas são originadas de cravos já existentes, quando eles se rompem e liberam seu material no interior da pele.

Como diminuir o aparecimento de cravos e espinhas?

Quer saber como diminuir o aparecimento de espinhas e cravos? Então use as dicas a seguir:

Lave a pele diariamente

Como você percebeu, uma das principais causas para o aparecimento de cravos e espinhas é o acúmulo de sebo e sujeira na pele. Por isso, é muito importante que lavar o rosto seja um hábito no seu cotidiano.

Faça uma limpeza de pele profissional

Além das limpezas em casa, também é importante que você invista em uma limpeza de pele profissional para remover camadas de pele morta, além de fazer um tratamento preventivo para esse problema.

Utilize produtos antiacne

Tratamentos com produtos antiacne também podem auxiliar na prevenção e combate a esse problema. Um dos mais importantes é o sabonete, que deve ser direcionado para o seu tipo de pele (seca, oleosa ou mista).

Passe protetor solar

Outro item indispensável para manter os cravos e espinhas bem longe da pele (além de outros problemas) é o protetor solar. Existe um tipo de acne chamada acne solar, que ocorre justamente em peles que não estão protegidas contra os raios solares.

Agora você já sabe como surgem os cravos e espinhas e como tratá-los. Os cuidados com a pele vão muito além da estética, é saúde. Ter uma rotina de limpeza e hidratação da cútis garante que o processo de envelhecimento seja muito mais saudável.

Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published